Diário Da Mocinha

6 dos nossos 7 cachorrinhos foram resgatados de uma casa que foi abandonada com todos dentro. Era uma casa de 2 andares que mais parecia ter saído de um filme de terror. Muros e portões extremamente altos e de entrada impossível, tomada por mato, pulgas e um cheiro fétido vindo de lá!

Descobrimos essa turma lá dentro porque atendemos ao chamado de resgate de uma da turma que tinha se jogado do segundo andar para a rua para sair daquele inferno e em busca de comida. Ao chegarmos lá, encontramos Silene na calçada com os dentinhos de baixo quebrados pela queda e com uma infestação de pulga pavorosa. Ao descobrirmos que havia outros cães na mesma situação, acionamos a polícia e, para nossa sorte, o policial que atendeu ao chamado também era protetor.

Para nossa surpresa ainda maior, a dona da casa apareceu se dizendo protetora e que ela havia, na verdade, salvado a vida daqueles cães. Uma típica acumuladora sem qualquer noção do mal que estava causando àquelas vidas. Depois de uma longa conversa com o policial, a dona da casa foi saindo com 1 por 1 da masmorra que ela chamava de casa. Foram saindo da casa extremamente assustados, desnutridos e todos infestados de pulgas e com doenças de pele.

Como posso ajudar?

As doações podem ser feitas uma única vez ou mensalmente. Escolha a opção que desejar abaixo, e desde já, nossa #GRATIDÃO!

Nossos cães para adoção

Amado Ribeiro. Aproximadamente 3 anos. Porte médio – 15kg
Amado é um cara muito doce e brincalhão. Se dá extremamente bem com fêmeas e tem grande talento para ser estrela de memes, como vocês podem conferir na foto.

Arandir. Aproximadamente 3 anos.  Porte médio – 15kg
Arandir é filho de Silene, nossa corajosa que deu o alerta da situação de seus companheiros de masmorra. Também é irmão de Arlete. Arandir é um cara que precisa de muito carinho, afeto e atenção. Extremamente medroso e com dificuldade de acreditar no lado bom do ser humano. Mesmo assim, sua única defesa ainda é se encolher num cantinho e torcer para que nada de mal aconteça. Muito doce e carente!

Arlete. Aproximadamente 3 anos. Porte médio – 14kg.
Arlete é a mais amedrontada da turma. Irmã de Arandir e filha de Silene, essa doçura tem o mesmo medo de seu irmão. Precisa urgente de uma família que a ame incondicionalmente e a ensine o significado de amor.

Dona Araci. Aproximadamente 9 anos. Porte grande – 32kg.
Essa jovem senhora é extremamente sociável, brincalhona, meiga e adora chamar atenção com seus doces latidos de vovó! Ela enfrenta muitas dores no quadril devido a displasia. Quem a adotar, pode leva-la para acupuntura semanal no Espaço dos Animais, na Vila Mariana sem custo algum. Ela receberá tratamento da doutora Esther!!

Seu Noronha. Aproximadamente 15 anos. Porte médio – 19kg.
Nosso vovô hipponga! Ele ama a vida! Se dá bem com gato, cachorro, passinho e qualquer outro ser vivo que queira compartilhar de sua companhia. Esse doce e falante senhor também enfrenta as mesmas dores no quadril, assim como Dona Araci. Ele também terá tratamento de acupuntura vitalício no Espaço dos Animais com a Doutora Esther. Tudo o que nosso vovôzinho deseja, é terminar sua vida ao lado de uma família que o ame.

Silene. Aproximadamente 5 anos. Porte médio – 18kg.
Nossa brava pirata! A heroína que deu o alerta sobre as condições em que viviam naquela prisão. Muito carinhosa, carente e brincalhona. É bastante ciumenta! Mas afinal, nossa heroína tinha que ter seu ponto fraco não é mesmo?? Muito ativa! Uma corredora nata.

doutorwwwbordalo

Doutor Bordalo. Aproximadamente 4 anos. Porte médio – 10kg.
Doutor Bordalo foi resgatado em Embu Guaçu com algumas queimaduras pelo corpo. Recebia comida de quem passava na rua e, normalmente, era pão velho embolorado e arroz. Dormia na chuva, no sol e era extremamente assustado. Esse mocinho hoje é muito feliz e muito doce. Espera uma família que o ame e o convença de que nunca mais passará fome e dor.

Adote agora mesmo

Saiba Mais sobre o Diário de uma Mocinha

Acompanhe o dia-a-dia da Mocinha, uma cachorra que ficou tetraplégica por causa de uma misteriosa doença degenerativa.

Politica de Privacidade
Obrigado
©ObemFazBem
[email protected]

#ObemFazBem

Conheça mais sobre nossos projetos